VER.TE ITAIPAVA

entre verdes e azuis, sorrisos e sons...

ver-te e verter sobre você o prazer de estar aqui...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Um novo ano

Escrevo com o vento soprando da janela. O sol com algumas nuvens deixam nítido o dia de verão. A filha na casa de amigas. O filho em outra cidade para ir a uma festa. O marido no trablaho. Alguns instantes sozinha para ouvir o som dos pássaros e de um ou outro veículo que passa distante.

Respiro.

Sinto o ar de 2012 como promessa. Promessa de uma vida mais equilibrada que me permita estar com aqueles que amo, realizando o que sei fazer. Promessa de saber ouvir a mim mesma e os sinais que o corpo revela. Sopro.

Estico-me na cadeira e aprecio o que virá.

Estão convidados a vir comigo.
Feliz 2012!

sábado, 16 de julho de 2011

Sabores

Almoço
 Sopas para aquecer no inverno...

Na casa de amigos, celebrando a vida

Mão na massa

 Forno e família
 Chaleira charmosa
 Porta de fazenda
 Grandes e pequenos
 Estar junto é o que importa.

domingo, 5 de junho de 2011

Forro novo

Estou feliz.
Minha leitura está com cheirinho de novo e o quarto mais bonito. 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Heróis

Lembro como se fosse hoje... ele no chão, mergulhado no quarto cheio de brinquedos espalhados, com aquele sorriso permanente e bochechas salientes. Fios que seguiam da cama ao armário passando por janela e outros brinquedos eram caminho para o Spider Man. Ele nunca foi dos bonecos grandes. Eram sempre pequenos, que cabem inteiros na mão, mas articulados o suficiente para pararem nas poses mais inusitadas. Spider era um dos preferidos. Um deles permaneceu... seguiu com ele e mora na janela. Não sei o que ele imagina quando olha, mas sei muito bem o que sinto: amor.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Sair? Não, chegar...




Saudades

Do frio, da casa, da preguiça.
Dos amigos e da sopa de queijo com filé que eles apresentaram.
Resultado? Na ausência deles e no desejo de ficar em casa, fui ao Alif e trouxe. Estava divina.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Sob o céu de Lisboa

Um pouco a obra que não me deixa desfrutar a casa; um pouco a estafa que me faz desejar outros ritmos de vida; um pouco o céu de hoje no outono; um pouco a foto de um amigo e um pouco o incômodo de não ter feito mais postagens da viagem que fiz ano passado quando fui a um Congresso em Portugal me fizeram, juntos, escolher algumas fotos do céu de Lisboa. Queria hoje estar sob o céu de Lisboa.
 

domingo, 8 de maio de 2011

Obra, final?

Acreditamos que tudo logo estaria pronto, mas...
 ...na transformação da pequena piscina em cisterna...
 ...fizeram um túmulo... Ah?!...
 DESFAZER o já feito, para que possa existir um piso uniforme. Não, não acabou.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Beija Flor

Beija-Flor paradinho. Raridade.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Invasão da jabuticabeira e da goiabeira

Sem a mangueira, as Jacupembas tomaram conta de outras árvores bem mais próximas da casa.
Para quem não conhece a Jacupemba é uma ave um pouco maior do que galinhas.
 
 


domingo, 24 de abril de 2011

Caminho limpo


Ficou apenas o abacateiro do vizinho.
 Começando o chapisco.
 O toco da mangueira.